Transtorno de ansiedade representado por autorretratos

Transtorno de ansiedade representado por autorretratos

4082134vMknBfA1

Estudante de fotografia desenvolve para sua tese, autorretratos mostrando sua luta interior contra o transtorno de ansiedade.

 

Katie Joy Crawford é uma estudante de fotografia que vem lutando contra o transtorno de ansiedade por mais de uma década. Para sua exposição de conclusão de curso, ela escolheu usar de sua experiência interior o objeto do seu projeto. A série de autorretratos foi intitulada, “Meu coração ansioso”.

“Os sintomas físicos da doença, tais como coração acelerado, tonturas e falta de ar, muitas vezes passam despercebidos ou são mal interpretado por aqueles que nunca sofreram de ansiedade. Ansiedade proíbe o sofredor do risco de descoberta, o desejo de explorar novas ideias, e a possibilidade de sair de uma zona de conforto” conta a estudante. O projeto explora e identifica como emocionalmente e fisicamente o transtorno de ansiedade, pode ser a partir de uma perspectiva pessoal. “Uma vez que a ansiedade nasce dentro de minha própria mente, eu decidi interpretar meus papéis tanto como instigador e vítima através do autorretrato”.

A intenção da estudante é de que suas fotos consigam ajudar as pessoas a entender um pouco mais sobre o transtorno. “Minha interpretação destes sintomas através de minhas imagens auxilia na explicação de como é verdadeira a ansiedade que tem a capacidade de drenar a última gota de aspiração” revela Katie.

Esta representação, ela conseguiu com a fotografia e usando objetos pretos e também de manipulação das imagens, trazendo assim uma sensação de superproteção e presença persistente. Ao fornecer essas imagens surreais como expressões de ansiedade dentro de um retrato realista, o espectador é guiado através da luta interna e externa de uma pessoa que vive com esse transtorno. “Através desta jornada pessoal, eu cresci e descobri que descrever os meus medos se tornou uma forma terapêutica, bem como uma porta de entrada para os outros que querem expressar sua opressão e começar seu próprio processo de cura” conclui Katie.

Fonte: http://photos.com.br/transtorno-de-ansiedade-representado-por-autorretratos/

email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *