Oficina de Fotografia Jovem Cidadão

Oficina de Fotografia Jovem Cidadao

No dia 26 de novembro de 2016 inicia Oficina de Fotografia “Jovem Cidadão! no E.E. Pedro Augusto Rangel, em Votorantim, SP.

”Foi através da fotografia que o homem encontrou uma das formas mais perfeitas e práticas para gravar e reproduzir suas manifestações culturais. Entendo a fotografia como um importante apoio pedagógico para melhorar a qualidade de ensino, auxiliando a compreensão de matérias do currículo escolar como na História, Geografia, Física, Química, Matemática, etc.

Os exercícios desta oficina serão compostos de leitura, construção de imagens e palavras que desenvolvem a linguagem pessoal do educando, auxiliando-o na comunicação com o mundo externo.

A fotografia pode ser um veículo de ancoragem no mundo concreto para indivíduos “desligados” e sem interesse pela realidade imediata, promovendo o ser social. Fotografar pode também tornar mais fácil a assimilação de conceitos, como tempo e espaço, os vilões da juventude.

Nas crianças inseguras, o ato de fotografar e possuir um objeto palpável do mundo que a cerca (foto no papel), pode gerar a sensação de soberania e domínio sobre a realidade, mediante a qual ela se sente muitas vezes impotente.

Finalmente, considero a Fotografia um construtor de qualidades indispensáveis na formação de personalidades sadias, como por exemplo, a observação, o poder de decisão, a criatividade, etc.

Baseada nestes conceitos, e considerando a importância das imagens em nosso cotidiano, e na assimilação de qualquer aprendizado, proponho uma série de exercícios que foram coletados ao longo anos de experiência nas áreas de Fotografia e Educação.

 

METODOLOGIA:

1        Inicio com exercício para aquecimento, sensibilização do grupo e desbloqueio da criatividade.

2        Introdução breve da história da fotografia.

3        Introdução ao processo fotográfico: óptico, físico e químico.

4        Linguagem fotográfica, o alfabeto visual (com leitura de imagens).

5        Exercícios práticos.

 

TEMAS:

 

Pelas experiências, o ideal seria seguir esta ordem:

1        Iniciar com temas de expressão pessoal, com focalização no eu.

2        Ex.: Auto-retrato, símbolos pessoais, minhas coisas, meu quarto, meus amigos, etc.

3        Temas que estimulem fantasias pessoais ou personagens.

4        Ex.: Histórias e novelas – seqüências fotográficas

5        Nesta etapa sugiro temas sobre a família

6        Ex.: Álbum de família com histórias antigas até atual, o cotidiano da família, o trabalho dos pais, irmãos, etc.

7        Finalmente trabalho sobre a comunidade, com pesquisa e registro da microcultura em que vivem.

8        Estes temas são ideais para trabalhos em equipe, e para a utilização conjunta com palavras, simulando, por exemplo, o Fotojornalismo e/ou a Etnofotografia. Ex.: “O Bairro” focalizando a arquitetura, a etnia, o comércio, os costumes, “a Escola”, etc.

9        Possibilitar a oportunidade para que crianças e adolescentes desenvolva suas aptidões culturais e artísticas.

10    Integrar nossos jovens a sociedade, através da fotografia, que pode vir a ser um veiculo de ancoragem no mundo concreto, para crianças “desligadas” e sem interesse pela realidade, promovendo o ser social.

11    Melhorar o relacionamento com a família, pois através dos exercícios com temas de expressão pessoal, com focalização no eu, como por exemplo, álbum de família com histórias antigas até o momento atual.

12    Dar apoio pedagógico para a melhora na qualidade de ensino, auxiliando na compreensão de matérias como a História, Geografia, Física, Química, Matemática, etc.

13    A Oficina proporcionará o desenvolvimento das qualidades como: a observação, a sensibilidade, a percepção, o poder de decisão, a criatividade, a objetividade, o espírito de equipe, a integração com o meio ambiente, etc.

14    Resgatar nossa história e memória através dos trabalhos, desenvolvidos com pesquisas

O resultado dos trabalhos será exposto fisicamente em local a definir no site www.grupoimagem.org.br , podendo tornar-se itinerante.

 

DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

 

ART. 4 – É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do Poder Público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária.

Art. 53 – A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho.

Art. 58 – No processo educacional respeitar-se-ão os valores culturais, artísticos e históricos próprios do contexto social da criança e do adolescente, garantindo-se a estes a liberdade de criação e o acesso às fontes de cultura.

Art. 59 – Os Municípios, com apoio dos Estados e da União, estimularão e facilitarão a destinação de recursos e espaços para programações culturais, esportivas e de lazer voltadas para a infância e a juventude.

 

 

Idade: de 10 a 17 anos

Vagas: 20 alunos

Custo: Gratuito

Horário: 

26 de novembro – 09h às 11h30
27 de novembro – 09h às 11h30
03 de dezembro – 14h às 16h00
04 de dezembro – 14h às 16h00

 

 

Inscreva-se:

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seus telefones (obrigatório)

Assunto (obrigatório)
Inscriçãoinformações

Marca e modelo de Camera

email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *