Saida Fotográfica Desfile dos Tropeiros

Saida Fotográfica Desfile dos Tropeiros

Vejam as fotos da concentração:

https://www.edesonsouza.com.br/gallery/28345-tropeiros

O Grupo Imagem Núcleo de Fotografia e Vídeo de Sorocaba, fará uma Saída Fotográfica para fotografar o Desfile do Tropeiro, como faz todos os anos. Todos os fotógrafos estão convidados.

O desfile é uma das atrações da programação da 52ª Semana dos Tropeiros, realizada pela Prefeitura de Sorocaba

O tradicional Desfile dos Tropeiros será realizado em Sorocaba, a partir das 9h do domingo (26). Segundo nota da Prefeitura, a saída da tropeada será do CT Sônia Fernandes, localizado na rua Antônio Aparecido Ferraz, 945, no Parque Santa Isabel, seguindo em direção ao Monumento ao Tropeiro, em frente à Santa Casa de Misericórdia, onde o grupo receberá a bênção.

Este desfile é uma das atrações da programação da 52ª Semana dos Tropeiros, realizada pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Cultura (Secult). Segundo a nota, o objetivo é celebrar a cultura tropeira e reforçar a importância na história da cidade.

A comitiva do desfile é formada por pessoas vindas de Piedade, Pilar do Sul, Itararé, Itapeva, entre outros municípios. Os tropeiros chegarão a Sorocaba amanhã, por volta de 14h, depois de 10 dias de viagem, vindos de Itararé. Eles farão o pouso no CT Sônia Fernandes.

De acordo com a Prefeitura, no domingo, às 8h, haverá a concentração para o Desfile dos Tropeiros. Na sequência, às 9h, os cavaleiros e muladeiros vão sair do CT Sônia Fernandes e seguir pelas seguintes vias: avenida Luiz Mendes de Almeida, largo do Divino, avenida Armando Pannunzio, avenida General Carneiro, rua Moreira César, rua Cesário Mota, rua São Bento, rua 15 de Novembro e avenida São Paulo, chegando ao Monumento ao Tropeiro, repetindo o trecho que era percorrido pelos tropeiros de séculos passados.

O Monumento ao Tropeiro foi oferecido a Sorocaba em seu 3º Centenário, pelo conde Francisco Matarazzo Júnior, em reconhecimento à cidade que o acolheu e foi berço das grandes atividades industriais da família Matarazzo. Durante 150 anos, os tropeiros fizeram a ligação de Sorocaba com o Brasil, transportando mercadorias nos lombos dos animais e semeando cidades. Sorocaba foi a sede dos tropeiros e das feiras de muares.

No retorno do desfile, eles passarão pela rua Padre Madureira, avenida Dom Aguirre, avenida Afonso Vergueiro, avenida General Carneiro, largo do Divino, onde também receberão a bênção, e avenida Luiz Mendes de Almeida.

 

 

INSCREVA-SE


quero participar


WhatsAppInstagramFacebookGoogleAnúncioIndicação

Passeio Fotográfico Trilha dos Tucanos

Passeio Fotográfico Trilha dos Tucanos

PASSEIO FOTOGRÁFICO TRILHA DOS TUCANOS

Coordenado pelo fotógrafo Edeson Souza, é um dos grupos mais antigo de Sorocaba, pois organiza passeios há mais de 30 anos. no dia 31 de março de 2019, para a Trilha dos Tucanos na cidade de Tapirai, SP, com orientação técnicas dos fotógrafos Edeson Souza, Carlos Maritano e Edvania Moreira.

Os nossos passeios fotográficos proporcionam o encontro de fotógrafos amadores e profissionais. Os locais e temas escolhidos se relaciona com a natureza, o homem e patrimônio histórico cultural. Com objetivo de aguçar o olhar fotográfico, praticando as técnicas fotográficas, desenvolvendo a criatividade, sensibilidade, conscientização pessoal e, o melhor, fazer novas amizades.

Inscreva-se no final da página.

Quando: 31/03/2019 – Domingo
Custo por pessoa:

R$ 180,00, sendo 50% para a reserva da vaga e 50% no dia do passeio

Incluso: Transporte, água, monitoria, Day Use e almoço
Horário de saída 07h
Horário da volta: 17h
Forma de pagamento:

Transferência bancária

Banco Itaú – Ag. 7169 – C/C 03987-7

Número máximo: 15 pessoas
Local de saída:

Grupo Imagem

Rua Jouberte Wey, 42  – Sorocaba – SP

Localizada na serra Paranapiacaba, a propriedade apresenta flora e fauna bastante preservadas e várias trilhas para os amantes da natureza em especial os observadores de aves. Com muita palmeira Jussara e outras árvores frutíferas nativas da Mata Atlântica já foram identificadas mais de 130 espécies de pássaros em nossas trilhas.

Lá você encontra:
  • Trilhas auto-guiadas na Mata Atlântica preservada.
  • Mais de 300 espécies de aves.
  • Comedouros e bebedouros espalhados pela pousada.
  • Hospedagem aconchegante em chalés e apartamentos.
  • Delicioso café da manhã, almoço e jantar.
  • Descanso, paz e contato com a natureza.

A observação de aves é o passeio de ecoturismo que tem como objetivo observar as aves em seu habitat natural, sem interferir no seu comportamento ou no seu ambiente. Tal roteiro constitui uma forma legítima de exploração ecoturística das áreas naturais, visto ser uma prática de baixo impacto.

O público que procura este tipo de atividade é um público específico que possui alto grau de consciência ambiental, estando atento e adotando seriamente as práticas de mínimo impacto em ambientes naturais. Lugares que possuem vocação natural para a exploração dessa atividade são áreas naturais em bom estado de conservação, com boa infraestrutura receptiva e que já possuam catalogadas as espécies de aves que ocorrem na área.

Em geral, os roteiro de observação de aves são desenvolvidos primordialmente em trilhas e horários distintos dos utilizados no programa turístico normal, e são acompanhados por um guia especializado.

A observação de aves é uma atividade antiga em diversos países, no Brasil vem se popularizando com a era digital das câmeras fotográficas, estima-se que no Brasil existam cerca de 50.000 mil praticantes, mas, em países como os Estados Unidos os números chegam a marca dos 70 milhões.

De olho nesses números, o Turismo brasileiro de Observação de aves, vem crescendo a cada dia, no Brasil existe cerca de 1.901 aves catalogadas, segundo o CBRO – Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos, tornando o 2º País no ranking mundial de espécies.

Outro fator importante é a Diversidade de espécies, muitas delas endêmicas, ou seja, só encontradas no Brasil, nos mais diferentes Biomas (Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa, Pantanal e Manguezal), além de um Bioma marinho.

Uma alternativa para atrair aves para mais próximo, é a instalação de comedouros próximos ao seu ambiente natural.

Na trilha dos tucanos é possível observar diversas espécies de aves, em diversos comedouros espalhados pela sede e arredores, que são abastecidos pela manhã e tarde, proporcionando alimento durante todo o dia, especialmente no inverno, quando há muita escassez de alimento na Mata Atlântica, atraindo espécies que habitualmente não frequentam os bebedouros em outras épocas do ano.

Se você se mover devagar e com muita tranqüilidade, as aves permitem uma boa aproximação. Aves acostumadas com comedouros e bebedouros passam a não se incomodar mais com as pessoas.

Todos os comedouros possuem poleiros próximos para as aves pousarem, tornando as fotografias mais naturais e um local para descansarem. Os comedouros principais são abastecidos com Frutas e raízes frescas, atraindo espécies frugívoras como: Periquito-rico (Brotogeris tirica), Tiriba-de-testa-vermelha (Pyrrhura frontalis), Sanhaçu-de-encontro-azul (Tangara cyanoptera), Sanhaçu-de-encontro-amarelo (Tangara ornata), Saíra-sete-cores (Tangara seledon), dentre outras.

Os comedouros secundários, são abastecidos com diversos tipos de sementes e grãos, atraindo várias espécies granívoras como: Pimentão (Saltator fuliginosus), Tico-tico-do-mato (Arremon semitorquatus), Trinca-ferro-verdadeiro (Saltator similis), Juriti-gemedeira (Leptotila rufaxilla), dentre outras. Também possui visão privilegiada, possibilitando tirar fotos das aves de dentro da sede, enquanto se aprecia um delicioso café da manhã.

35 número de espécies que frequentam comedouros

Trilha dos Tucanos

principal trilha, é composta por área aberta com diversas espécies de árvores, dentre elas podemos citar as Palmeiras Juçaras (Euterpe edulis), que consistem em verdadeiros comedouros naturais, seus frutos são muito apreciados pelas aves, especialmente no inverno, onde diversas espécies frequentam a trilha para se alimentarem.

A trilha tem início na sede, e vai se elevando, até chegar ao ponto mais alto, onde é possível observar rapinantes como o gavião-pega-macaco (Spizaetus tyrannus) em pleno voo, diversas espécies de tucanos, araçaris e surucuás.

Trilha do Surucuá

trilha tem início na sede, passa pelos chalés em direção ao lago (utilizado para pesca), e é composta de área aberta no começo, onde é possível encontrar ninhos de pica-pau-rei (Campephilus robustus)e de outras espécies. Se tiver sorte é possível encontrar no lago mamíferos como a anta (Tapirus terrestris) e a ariranha (Pteronura brasiliensis) e aves como o matracão (Batara cinerea).

Após o lago inicia-se a parte de mata fechada, com aclives e declives, onde é possível encontrar (03) três espécies de surucuás: surucuá-de-barriga-amarela (Trogon rufus), surucuá-grande-de-barriga-amarela (Trogon viridis) e surucuá-variado (Trogon surrucura),  além de aves, tais como barbudo-rajado (Malacoptila striata) e diversas espécies plantas, bromélias e árvores.

Trilha do Tangará

segunda trilha mais extensa, tem início na porteira da sede, sendo margeada pela mata e um córrego que desemboca no Rio do Cedro. A trilha é composta de área florestal aberta e fechada, onde através de uma pequena ponte é possível acessar a trilha do macuco e também a trilha da Juruva.

No caminho é possível encontrar uma das grandes atrações da Trilha dos Tucanos, a Maria-leque-do-sudeste (Onychorhynchus swainsoni), espécie vulnerável e ameaçada de extinção, que nidifica apenas em locais onde possui água cristalina e mata preservada.

Também é possível encontrar diversas espécies de aves, como o Tangará (Chiroxiphia caudata), Tangarazinho (Ilicura militaris), Olho-falso (Hemitriccus diops), entre outras espécies de animais e plantas.

Trilha do Macuco

mais extensa trilha, tem seu início na sede e segue em direção a trilha do Tangará, sendo margeada por um córrego e pela mata. Possui alguns aclives e declives que podem ser superados com total segurança durante o caminho.

Na trilha é possível encontrar diversas espécies de aves, como o Macuco (Tinamus solitarius), Tovaca-campainha (Chamaeza campanisona), Pinto-do-mato (Hylopezus nattereri), Galinha-do-mato (Formicarius colma), dentre outras.

Possui grande diversidade e variedade de aves e também é possível encontrar mamíferos de pequeno porte como o esquilo Caxinguelê (Sciurus aestuans) e répteis.

Trilha do Juruva

trilha de menor extensão, porém, a de maior altitude, tem início a partir da trilha do Tangará, é composta de um aclive durante toda a extensão, tendo em volta mata fechada e aberta.

É possível encontrar diversas espécies de aves, como Tapaculo-preto (Scytalopus speluncae) , Entufado (Merulaxis ater), Pariri (Geotrygon montana), Capitão-de-saíra (Attila rufus), dentre outras.

No entrocamento da trilha do Tangará, existem diversas árvores frutíferas que atraem várias aves, como a Saíra-militar (Tangara cyanocephala) , Saíra-sete-cores (Tangara seledon) e outros Thraupideos.

Pela manhã, se estiver com sorte, é possível avistar a graciosa Juruva-verde (Baryphthengus ruficapillus).

Saiba mais: http://www.trilhadostucanos.com.br

 

INSCREVA-SE


quero participar


WhatsAppInstagramFacebookGoogleAnúncioIndicação

Passeio Fotográfico Vinhedo

Passeio Fotográfico Vinhedo

Coordenado pelo fotógrafo Edeson Souza, é um dos grupos mais antigo de Sorocaba, pois organiza passeios há mais de 30 anos. Dando início aos Passeios Fotográficos 2019, para a cidade de Vinhedo, com orientação técnicas dos fotógrafos Edeson Souza e Edvania Moreira.

Os nossos passeios fotográficos proporcionam o encontro de fotógrafos amadores e profissionais. Os locais e temas escolhidos se relaciona com a natureza, o homem e patrimônio histórico cultural. Com objetivo de aguçar o olhar fotográfico, praticando as técnicas fotográficas, desenvolvendo a criatividade, sensibilidade, conscientização pessoal e, o melhor, fazer novas amizades.

Inscreva-se no final da página.

Quando: 10/02/2019 – Domingo
Custo por pessoa: R$ 100,00
Incluso: Transporte, água e monitoria
Horário de saída 08h
Horário da volta: 17h
Forma de pagamento: Transferência bancária
Número máximo: 15 pessoas
Local de saída:

Grupo Imagem

Rua Jouberte Wey, 42  – Sorocaba – SP

57ª Festa da Uva e 9ª Festa do Vinho 2019

57ª Festa da uva e 9ª Festa do vinho. E esse ano é a nossa festa. Nosso orgulho! Shows incríveis pra você curtir junto com sua família. Vai rolar muita comida gostosa, parque de diversões, venda de artesanato, exposição, leilão, venda de frutas e muito mais.

História da Festa da Uva

O evento começou antes mesmo da emancipação do município, por volta de 1948, quando os agricultores se reuniam para celebrar a colheita dos frutos ao som de música e muita alegria. Era um momento mágico, em que os produtores comemoravam com a comunidade local o fruto de seu trabalho.

Oficialmente, a primeira Festa da Uva aconteceu na Praça Sant’Anna, em 1948. Com o avanço dos tempos e também na medida em que prosperava a cidade, a Festa da Uva – como não poderia deixar de ser – aumentou suas proporções. Em 2009 a Festa da Uva agregou a Festa do Vinho, que em 2019 estará em sua 9ª edição e que foi incorporada ao calendário de eventos para também valorizar o cultivo e a produção de suco e de vinho das famílias vinhedenses.

Atualmente as festividades acontecem no Parque Municipal Jayme Ferragut e recebem milhares de pessoas, entre moradores e turistas. Conta com inúmeras atrações, incluindo exposição e venda de frutas, leilão de frutas premiadas, artesanatos diversos, parque de diversões, grandes shows com artistas de renome nacional, apresentações de dança, bandas regionais em diversos estilos musicais, performances variadas, praça de alimentação, entre outras atividades.

ROTEIRO DO PASSEIO

Festa da Uva e do Vinho de Vinhedo
Parque Municipal Jayme Ferragut.
Estr. da Boiada, S/N – Portal, Vinhedo – SP

Adega Família Ferragut
Av. Rosa Zanetti Ferragut, 449 – Jardim Primavera, Vinhedo – SP
Possuem degustação de vinhos de produção própria. Peçam o suco de uva mesclado branco e tinto, é muito bom!! Também possuem queijos para harmonizar com o vinho. Se conversar com o atendente, podem fazer um tour para ver o processo de fabricação do vinho. É rápido mas interessante.

Memorial do Imigrante
Av. dos Imigrantes, s/n – Jardim Italia, Vinhedo – SP

Museu de cultura, história e arte em construção de estilo renascentista que homenageia colonos italianos.

Sant’Ana
Praça Santana – Centro, Vinhedo – SP
Construída no centro do distrito de Rocinha, dedicada a Sant´Ana, que viria a ser a padroeira da cidade. Foi substituída pela atual Matriz em 1958, obra que mobilizou por quase uma década a maior parte da população, com doação de fiéis.

Represa de Vinhedo
Rua Frank Swalles, 1500, Vinhedo – SP
Atrás do lago existe uma pequena queda de água, e uma trilha com mata fechada.”

Memorial de Arte Adelio Sarro
Morada do Sol, Vinhedo – SP,
Um lugar digno de receber visitas de todos os cantos do mundo! É impressionante!

 Adega Familia Baccetti

Rua Bahia, 86 | Jardim Santa Rosa, Vinhedo,SP
Melhor vinho da região, magnifico. Quem toma uma vez jamais quer ficar sem, sabor extraordinário. Vale a pena do conferir!

Estação Ferroviária de Cargas e Passageiros
A estação da Cachoeira, um lugar perdido no meio do nada entre as pequenas Louveira e Valinhos, era a segunda parada na viagem inaugural do trecho pioneiro Jundiaí-Campinas, em 31 de março de 1872. Em 1873, o Almanak da Provincia de São Paulo dava como chefe de estação o sr. Albino da Silva Espindola. O nome de Rocinha passou a ser usado para a estação a partir de 1874… ou 1879. No inicio do século XX, construiu-se um novo prédio para substituir o original, que por sua vez foi reformado nos anos 1930, deixando somente a fachada da plataforma inalterada. Com a autonomia do município, em 1948, veio o novo nome, Vinhedo. No final dos anos 1970, a estação foi desativada

 

 


quero participar


WhatsAppInstagramFacebookGoogleAnúncioIndicação

Jundiaí

Jundiaí

Passeio Fotográfico Jundiaí

https://festadauva.jundiai.sp.gov.br/
Quando: 04/03/2018
Custo por pessoa: R$ 70,00
Incluso: Transporte, água e monitoria
Horário de saída 08h
Horário da volta: 17h
Forma de pagamento: Cartão, dinheiro ou cheque
Número máximo: 15 pessoas
Local de saída: Grupo Imagem

Rua Jouberte Wey, 42  – Sorocaba – SP

Jundiaí é um município do estado de São Paulo, no Brasil. Localiza-se a 23º11’11” de latitude sul e 46º53’03” de longitude oeste, a uma altitude de 762 metros. Dista 57 quilômetros da capital do estado[7]. Com 409.497 habitantes[4] é, no estado, o 15° município mais populoso e o 7º maior fora da Grande São Paulo. Também é o 59° maior do Brasil, sendo maior que quatro capitais estaduais.[8] Seu nome é uma referência ao Rio Jundiaí, cujo nome é proveniente da língua tupi, significando “rio dos jundiás[9].

Apresentou, em 2013, um produto interno bruto de mais de R$ 36,6 bilhões, colocando o município na 18° posição em todo o país, à frente de dez capitais, sendo o 7º município mais rico estado de São Paulo[6] Em 2013, seu índice de desenvolvimento humano atingiu 0,822, levando a cidade à 11° melhor posição do Brasil e quarta melhor do estado.

Segundo a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, Jundiaí é a 9ª cidade com maior qualidade de vida do Brasil, apresentando um Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal de 0,8892 em 2013.[10] Também é um dos municípios mais seguros do Brasil e do Estado de São Paulo, com um risco de homicídio de 6,88 por 100 mil habitantes (índice de 2012).[11] É, também, primeiro lugar em saneamento básico, no ranking do Instituto Trata Brasil, entre as cidades acima de 300 000 habitantes.[12] Entretanto, esses fatos contrastam com o fato da cidade ter apresentado a partir da década de 90 um crescimento no nível de desigualdade social [13]. Possui conurbação consolidada com Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista, além de estar em processo de conurbação com Itupeva. As cidades mencionadas fazem parte da Aglomeração Urbana de Jundiaí juntamente com os municípios de Cabreúva, Louveira e Jarinu, totalizando cerca de 771 mil habitantes. O município está integrado — junto com a Grande São Paulo, a Região Metropolitana de Campinas, a Região Metropolitana de Sorocaba e a Baixada Santista — ao Complexo Metropolitano Expandido, uma megalópole que ultrapassa os 30 milhões de habitantes (cerca 75% da população paulista) e que é a primeira aglomeração urbana do tipo no hemisfério sul.[14]

A paisagem mais marcante da cidade é a Serra do Japi, uma das grandes áreas de Mata Atlântica nativa contínua no estado de São Paulo, denominada como “Castelo de Águas” por muitos naturalistas, como o geógrafo Aziz Ab’Saber, devido a sua riqueza hídrica. Tombada em 1983 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico e, posteriormente, regulamentada como reserva biológica. Declarada em 1992 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura como reserva da biosfera da mata atlântica.[15]

Fonte: Wikipedia

Reserva:

A confirmação de reserva só se dá após o pagamento e o envio de comprovante pelo e-mail cursos@grupoimagem.org.br ou whatsapp 1598114-0891.

Horário: – Máximo 15 minutos de tolerância para a saída.

Mais informações:

15-3346-2099 – 15-3227-2099 /  15-98114-0891  / 15-98103-5351 (whats)

Grupo Imagem Núcleo de Fotografia e Vídeo de Sorocaba

01 – Rua Jouberte Wey, 42, Vergueiro, Sorocaba, SP, 18030-070

02 – Rua Hortencio Piaya Martinez, 110, Jardim Prestes de Barros, Sorocaba, SP (horário comercial)

www.grupoimagem.org.br   – cursos@grupoimagem.org.br

4499621-1