A China está desaparecendo

Excesso de Poluição na China faz com que as cidades desapareçam

imrs-5-1024x819

Foto: Benedikt Partenheimer

 

Um pouco sensacionalista esse título, ein? O problema é que ele é verdadeiro. O excesso de poluição do ar na China está fazendo algumas localidades literalmente desaparecerem por algum tempo, restando apenas pequenos traços dos locais ao fundo de um imenso borrão cinza.

A série Particular Matter (Assunto Particular, em inglês) de Benedikt Partenheimer chama a atenção para a China que há décadas tem problema com a poluição atmosférica. “Reduzir a poluição do ar poderia salvar milhões de vidas”, diz Partenheimer. “Eu pessoalmente acho que esta é uma boa razão para se importar”.

Na capital Pequim, é uma “situação de vida ou morte”, como o prefeito declarou muito francamente em janeiro. Em fevereiro, ele foi tão longe a ponto de declarar sua cidade inabitável. “Todos devem decidir por si mesmos se querem se preocupar com alguma coisa”, opina o fotógrafo.

Nos últimos anos, a China mudou a forma como fala sobre seu problema de poluição. O governo publica atualizações em tempo real sobre o grau de poluição do ar, o Índice de Qualidade do Ar (AQI –  Air Quality Index). O índice classifica rótulos de poluição atmosférica tais como “bom”, “pouco saudável” e “perigoso”. Série de Partenheimer usa o AQI no título como uma referência para o espectador.

AQI 0-50 – Bom

AQI 51-100 – Moderado

AQI 101-150 – Insalubre para grupos sensíveis

AQI 151-200 – Insalubre

AQI 201-300 – Muito Insalubre

AQI 300-500 – Perigosos

Benedikt Partenheimer foi finalista no Syngenta Photography Awards. Você pode ver mais do trabalho do fotógrafo em seu site.

Fonte: http://iphotochannel.com.br/index.php/fotografia-documental-2/a-china-esta-desaparecendo/

email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *