7 tendências na entrega de álbuns e fotos

Confira algumas tendências para oferecer uma experiência melhor ao seu cliente

27

 

           Escrito por Feuza Reis, originalmente publicado no Blog Wedding

Nos últimos dois anos tem se visto muita mudança aqui nos EUA acerca de como apresentar as fotos para seus clientes. Muitos fotógrafos de casamento aqui querem oferecer uma experiência melhor ao seu cliente e também estão embarcando no mundo digital, mas também reencontrando o mundo de fotos impressas. Como a tecnologia se perdeu um pouco do álbum de fotos impressas, algumas empresas e fotógrafos estão inovando para unir esses dois mundos para melhor servir seus noivos.

Confira as 7 tendências de álbuns e entrega de fotos:

1. A primeira tendência em entrega de fotos é em USB. Aqui não se fala em DVDs há algum tempo já, mas sim em USB. Os laboratórios começaram a inovar com tipos diferentes de USBs que os fotógrafos podem oferecer para seu cliente. O mais popular ultimamente tem sido o USB de madeira. Também tem o USB de cristal e de metal. Personalização nos USBs com nome do estúdio é sempre requisitado. O USB na realidade está servindo mais como um backup e não como a principal maneira de entregar as fotos finais.  Gosto de usar Woodland AlbumsMillers Pro ou Photo Flash Drive.

2. Plataformas digitais. Junto com a entrega das fotos em USB, a entrega digital está crescendo cada vez mais e eu particularmente amo essa opção já que meus clientes ideais amam entregas rápidas. Confesso que no começo os programas disponíveis para tal eram meio confusos e os clientes tiveram um pouco de dificuldade. Mas com o tempo houveram melhoras e estou amando entregar fotos assim. Os dois programas que fazem galerias online no momento e que gosto muito são: Pixieset e Shootproof. São plataformas que você paga por mês e cria suas galerias online e que você pode compartilhar facilmente com seu cliente. Você escolhe se eles podem fazer download ou não, liberando a senha da galeria.  Acho muito legar que você pode compartilhar facilmente em mídias sociais como Facebook e Pinterest. Também gosto de entregar as fotos para as cerimonialistas como forma de marketing, ou para usarem meu link na sua página no Facebook e também por e-mail com seus futuros clientes.

28

O legal é que você pode classificar as fotos como “highlights” e também criar categorias tipo: making of, retratos, cerimônia e festa. Essas fotos podem ter logomarca se quiserem e também estão juntas a laboratórios, como se fosse um banco de imagens, aqui nos EUA para vendas das fotos. Sei que liberaram um laboratório na Europa, quem sabe no Brasil terá alguma companhia interessada? Agora também tem templates na hora de mandar o e-mail para o cliente.

Entregar online está sendo muito bem aceito aqui, além do mais, em muitos estados não precisamos cobrar impostos se a entrega for virtual, mas se for em USB é preciso cobrar o imposto no pacote total, e pode pesar um pouco para o cliente.

3. Aplicativos para seus clientes. Existem algumas empresas que criam aplicativos de telefone personalizados que seus clientes podem baixar para usar e mostrar para seus amigos no ipad ou telefone, como: Sticky Albums e Pass. Sticky Albums está sendo muito usado no mundo da fotografia boudoir e de retratos para adolescentes.

 

29

4. O unbound album, ou seja, o álbum solto. A primeira vez que vi tal opção foi do fotógrafo Jeremy Kester que criou o que ele chama de H.H Boogie. Ele achou madeira especial feita pelo Amish aqui nos EUA para criar caixas de madeira para colocar um álbum solto. É para o cliente que valoriza arte, artesanato e exclusividade. Ao invés de ter um álbum, você terá 20 fotos soltas impressas com um suporte para você guardar na caixa ou colocar num quadro.

30

Segundo Jeremy: “Somos enormes fãs de livros e as histórias que eles mantêm. Eles transportam-no a lugares dos quais você só pode sonhar. Mas quando ele vem a contar as histórias das nossas vidas, omitimos a atadura. Quando você tem a arte perfeita você não coloca cola e costura; melhor você aprecia-lo um momento de cada vez. Você quer ser livre para pendurar em suas paredes, presentear um amigo, ou reviver a história uma página de cada vez”.

O design ainda é feito como álbum porém solto. A ideia é de ter uma experiência tátil e ser algo mais nostálgico. Um dos kits que eles oferecem tem uns vidrinhos em que você pode colocar algo do casamento, tipo um perfume, pedaço da grama, pedaço do vestido e incentivar os casais a criarem suas próprias memórias, e em colocar itens lá também no futuro.

31

Também vem com papeis para anotações, memórias e mensagens de amor. Agora as empresas tradicionais de álbuns estão criando também uma versão tipo a do Jeremy focada mais para o fotógrafo Fine Art e para os que estão voltando a fotografar casamentos com filme e digital ou só filme. Eu pessoalmente acho que essa tendência irá pegar ai no Brasil, já que se valoriza muito os álbuns grandes ou dois álbuns, mas acho interessante o conceito e aonde isso vai nos levar no futuro. Alguns fotógrafos usam as caixas mais para se destacarem no mercado e fazerem propaganda em feiras de noivas por que chamam atenção. E também podem ser produtos para fotografia de newborn.

32

 

33

5. Proof Boxes. Antigamente não existia internet, então era necessário imprimir as fotos do casamento para o cliente ver, e muitas vezes os fotógrafos imprimiam os álbuns sem os clientes escolherem. E essa tendência está voltando! Empresas estão juntando o Proof Box (caixa de provas) junto com o USB box para se ter um pouco dos dois mundos. Existem mais opções de madeira para as caixas e de pano também. Você pode imprimir só algumas fotos para mostrar a qualidade que você oferece e presentear o cliente também.

34

 

35

6. Reveal Sessions. Alguns fotógrafos de casamento não estão liberando galerias online e nem colocando muitas fotos na página do Facebook, em vez disso, estão fazendo o “reveal parties” (festas de revelação). O cliente vem no estúdio ou pode encontrar o cliente na casa deles para uma celebração com champanhe, e tira gostos para reviver o grande dia. Ai você mostra um slide show das melhores fotos, alguns mostram entre 100 a 200 fotos. E alguns fotógrafos fazem um pré design do álbum de casamento para ver se o cliente vai querer adicionar um álbum ou até aceitar aquele seu design. Alguns também oferecem descontos de produtos somente durante o reveal party. Eu pessoalmente quero experimentar essa opção para ver pessoalmente a reação dos meus clientes ao verem suas fotos.

A fotógrafa Cassandra Bradley diz: “Eu convido-os ao estúdio e primeiro batemos um papo para atualizar como estão e o que tem feito ultimamente, ofereço o champanhe e seus tira gostos favoritos (algo que pergunto no meu questionário pré wedding). Então vamos à sala e mostro um slide show de animação numa TV de 50 polegadas. Em seguida mostro a sua galeria, ensino como usar/carregar/comprar fotos. Então mostro meus álbuns para verem as opções de upgrade. Eles também recebem um pequeno presente e um cartão de agradecimento escrito a mão.

36

37

38

Eu gosto que a Cassandra também publica no Instagram antecipando a grande revelação do dia e tem visto ótimos resultados em fazer tais revelações.

7. IPS. É uma abreviação de In Person Sales que bombou mais com o mundo de retratos e fotógrafos que queriam não só vender algo digital, mas focava mais no produto final oferecendo ao seu cliente um serviço completo. Depois ele foi aquecido quando a fotógrafa da Nova Zelândia, Sue Bryce, explicou melhor o poder de vender as fotos pessoalmente ao invés de tentar vender por uma galeria online, ou nem tentar vender seus produtos. Agora chegou com tudo para o mundo de casamento também. A primeira pessoa que vi falando em IPS no mundo do casamento foi o Sal Sincotta. Ao invés de vender ao cliente um pacote que inclui todas as fotos do pré wedding e do casamento, ele vende pacotes entre esses eventos. Ele faz o ensaio pré wedding, o casal vem no estúdio para a grande revelação e para uma sessão IPS. Você pode ter um vendedor ou seu gerente de estúdio para mostrar as opções para os clientes.

Muitos fotógrafos imprimem fotos e alguns produtos para essa revelação já que o cliente já poderá ver alguns produtos finais e pegar na foto e reviver as emoções do dia ao invés de ver elas online por uma tela. Na revelação eles escolhem as favoritas e produtos para expor suas fotos, como alguma arte, assim você fotografo vende mais e o seu cliente sai com uma arte nova para casa. Pode se fazer o mesmo com as entregas das fotos em oferecer produtos pré impressos para o cliente pegar, sentir e comprar!

Fonte:  http://photos.com.br/7-tendencias-na-entrega-de-albuns-e-fotos/

email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *