4 dicas antes de iniciar o seu negócio da fotografia

Para começar seu negócio não basta criar uma página com seu nome no Facebook e sair distribuindo cartões por aí que você vai estar seguro no mercado.

45

Começar um negócio na fotografia é muito gratificante, porém requer alguns cuidados que vão fazer a diferença para que você se mantenha no mercado. Não é simplesmente criar uma página com seu nome no Facebook e sair distribuindo cartões por aí que você vai estar seguro no mercado, agindo assim você será só mais um. Confere essas dicas:

1- Utilize sempre um contrato escrito: não é brincadeira, o contrato é uma ferramenta de segurança não só para você fotógrafo, mas também para o seu cliente. Sempre forneça o contrato quando for oferecer os seus serviços fotográficos, independente de qual área atue, ou se for fazer aquela sessão para “amigos”. Ao deixar claramente as condições de pagamento e os direitos e deveres de cada uma das partes em um contrato, você vai reduzir substancialmente a chance de um futuro “calote”. Além disso, é em um sinal de profissionalismo. Ele também serve para que você tenha um controle da quantidade de serviços que executa nos mês/ano.

2 – Certifique-se que você tem todas as autorizações: Se você pretende usar modelos ou planeja utilizar um local privado em fotos que você pretende vender, você precisa obter uma autorização de modelo e do local. A autorização de modelo é um termo de responsabilidade que concede o fotógrafo o direito de usar as imagens, e deve ser assinado pelo modelo e de preferência uma testemunha. Importante observar onde você fotógrafo quer utilizar as imagens, portfólio, site, e deixar os detalhes claros no termo. Um comunicado de localização é um termo de responsabilidade que concede o fotógrafo o direito de trabalhar naquele lugar privado e usar as imagens resultantes. A liberação deve ser assinada pelo proprietário do imóvel ou representante autorizado.

3 – Coloque tudo por escrito: Você precisa reagendar a sessão? Envie um e-mail para seu cliente. Sempre que você falar por telefone, em seguida mande um e-mail de confirmação da conversa para que tudo fique registrado. Você pode evitar problemas futuros.

4 – Saiba quando é hora de entrar em contato com um advogado: Se você tiver feito todos os esforços para resolver um problema e o cliente tornou-se completamente irracional ou se recusar a pagar o saldo remanescente depois de anular o contrato prematuramente, então você pode precisar consultar um advogado. Além disso, você também deve tentar contratar um advogado para rever o seu contrato, embora possa parecer fácil retirar algo da internet, cada empresa tem necessidades específicas e são diferentes. Uma vez que você tenha tido o tempo para iniciar o seu negócio, você deve garantir que você e seu trabalho estão adequadamente protegidos. O pensamento de contratar um advogado pode parecer uma tarefa difícil, mas não é tão complicado. Quase todas as grandes cidades tem uma organização que presta assistência jurídica para os fotógrafos e videomakers.

Fonte: http://photos.com.br/4-dicas-antes-de-iniciar-o-seu-negocio-da-fotografia/

email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *